Análise e avaliação de riscos profissionais na fabricação de artigos em mármore

Dina Chagas

Resumo


A avaliação de riscos é a base de uma gestão eficaz da segurança e da saúde do trabalho para reduzir os acidentes de trabalho e as doenças profissionais. Este estudo tem por objetivo descrever a avaliação de riscos nas tarefas de cada atividade na fabricação de artigos em mármore. Utilizou-se o método de análise e avaliação de riscos William T. Fine. A atividade em estudo foi categorizada em três grupos: corte, polimento e acabamento dos artigos. Verificou-se que os perigos são comuns nas diversas atividades nas mais diferentes tarefas. Os perigos considerados mais significativos foram o corte, postura inadequada, máquinas em movimento, queda de matéria-prima/artigos e projeção de partículas/limalhas. Constatou-se que a formação/informação aos trabalhadores se assume como uma componente determinante e imprescindível para que as medidas implementadas no terreno se revelem eficazes. É necessário a correção urgente na manutenção/lubrificação das máquinas, aquisição de equipamentos mais modernos e medidas organizacionais.


Palavras-chave


Análise de riscos; Avaliação de riscos; Perigo; Risco

Texto completo:

PDF/A

Referências


ADAMS, J. et al. Increasing compliance with protective eyewear to reduce ocular injuries instone-quarry workers in Tamil Nadu, India: a pragmatic, cluster randomizedtrial of a single education session versus an enhanced education packagedelivered over six months. Injury, International Journal Care Injured, v. 44, n. 1, p. 118-125, 2013.

AGÊNCIA EUROPEIA PARA A SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. O ruído em números. Facts 67. Bilbao. 2007. In: . Acesso em: 08/12/2014.

ALLI, B. Princípios Fundamentais de Segurança e Saúde no Trabalho. Lisboa: ACT, 2008.

AREOSA, J. Acidentes de trabalho: uma perspetiva epistemológica. In: NETO, H. V.; AREOSA, J.; AREZES, P. Impacto social dos acidentes de trabalho. Vila do Conde: Civeri Publishing, 2012. p. 132-169.

AREOSA, J. O risco no âmbito da teoria social: quarto perspectivas em debate. BIB, São Paulo, n. 68, p. 59-76, 2º semestre. 2009.

CHAGAS, D. Cultura de Segurança e Acidentes de Trabalho. Fatores determinantes dos acidentes de trabalho na Administração Local: estudo caso no Distrito de Leiria. Lisboa: Chiado Editora, 2014.

CHAGAS, D.; DIAS-TEIXEIRA, M. Safety culture and labor accidents in the town councils in the District of Leiria. In: Arezes et al. (eds). Occupational Safety and Hygiene II. London: CRC Press, 2014. p. 241-245.

CHAGAS, D.; REIS, S. A influência do trabalho na satisfação laboral dos trabalhadores. International Journal on Working Conditions, Porto, n. 8, p. 83-97, 2014.

EUROPEAN AGENCY FOR SAFETY AND HEALTH AT WORK. European Risk Observatory Report - European Survey of Enterprises on New and Emerging Risks: Managing safety and health at work. European Agency for Safety and Health at Work. Bilbao, 2010.

EUROPEAN AGENCY FOR SAFETY AND HEALTH AT WORK. Working Environment Information - Assessment, elimination and substantial reduction of occupational risks. European Agency for Safety and Health at Work. Luxembourg, 2009.

EUROSTAT. Health and safety at work in Europe (1999-2007) – A statistical portrait. European Commission. Luxembourg, 2013.

FREITAS, L. Manual de Segurança e Saúde do Trabalho. Lisboa: Edições Sílabo, 2008.

GABINETE DE ESTRATÉGIA E PLANEAMENTO (GEP). Coleção Estatísticas – Acidentes de Trabalho 2010. Gabinete de Estratégia e Planeamento, Lisboa, 2012. In: . Acesso em: 08/12/2014.

GAMMAL, M. et al. Health Risk Assessment of Marble Dust at Marble Workshops. Nature and Science, v. 9, n. 11, p. 144-154, 2011.

HEALTH AND SAFETY EXECUTIVE. Risk assessement: A brief guide to controlling risks in the workplace. Health and Safety Executive, United Kingdom, 2014.

HEALTH AND SAFETY STATISTICS. Annual Report for Great Britain – 2013/14. Health and Safety Executive, United Kingdom, 2014. In: . Acesso em: 08/12/2014.

IZVERCIZN, M.; IVASCU, L. Semantic assessment of the risk: a multidimensional data for sustainable enterprise. CENTERIS 2014 – Conference on ENTERprise Information Systems/ ProjMAN 2014 – International Conference on Project MANagement / HCIST 2014 – International Conference on Health and Social Care Information Systems and Techologies. Procedia Technology, v. 16, p. 598-605, 2014.

LIU, C. et al. The Security Risk Assessement Methodology. International Symposium on Safety Science and Engineering in China. Procedia Engineering, China, v. 43, p. 600-609, 2012.

OLIVEIRA, C. Avaliação de Riscos Profissionais - Uma Reflexão Conceptual e Metodológica. Lisboa: Chiado Editora, 2014.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Ambientes de Trabalho Saudáveis: um modelo para ação. Serviço Social da Indústria. Brasília, 2010. In: . Acesso em: 19/11/2014.

RODRIGUES, M.; AREZES, P.; LEÃO, C. Risk criteria in occupational environments: critical overview and discussion. 2nd Word Conference On Business, Economics and Management – WCBEM 2013. Procedia – Social and Behavioral Sciences, v. 109, p. 257-262, 2014.

SUTER, A. Ruído. Enciclopedia de Salud y Seguridad en el Trabajo. Enciclopedia de la OIT,Espanha, v. 47, 2001. In: Acesso em: 30/11/2014.




e-ISSN 2175-8018


Creative Commons License
IJIE - Iberoamerican Journal of Industrial Engineering foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.


Iberoamerican Journal of Industrial Engineering. Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas. Florianópolis, SC, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial do IJIE, encaminhe um e-mail para periodico.ijie@gmail.com ou ijie@contato.ufsc.br