Diagnóstico das Práticas de Gestão do Conhecimento nas áreas Industriais em Refinaria de Petróleo

Gabriel da Silva Paixão, Roberto Hiroshi Kumagae, Marcelo Pais Moreira Lopes, Tereza Raquel Barbosa Marinho, Maria das Graças Pinto Costa da Rocha

Resumo


O trabalho apresentado objetiva oferecer uma análise da literatura e seguir sua interpretação para realizar um diagnóstico das práticas corporativas de gestão do conhecimento em uma refinaria de uma grande empresa petrolífera multinacional. A pesquisa foi orientada no sentido de buscar estabelecer resposta a seguinte questão: Quais as diferenças entre empregados de áreas industriais e de áreas administrativas em relação às suas percepções das práticas de Gestão do Conhecimento adotadas por esta empresa e que influência essas diferentes percepções podem ter no sucesso ou insucesso na adoção dessas práticas? Para tal foram analisados dados quantitativos de pesquisas com os empregados das áreas industriais e administrativas, apontando desta forma como as distintas características de trabalho entre estas áreas influenciam a adoção de práticas de Gestão do Conhecimento. A partir dos resultados deste estudo apresentamos um diagnóstico que poderá servir de insumo para adaptação ou adoção de novas práticas de Gestão do Conhecimento para os empregados das áreas industriais que podem refletir em ganhos em penetrabilidade e êxito, após a conclusão de que existem fatores inerentes que precisam ser considerados quando da adoção de práticas abrangentes para os diferentes grupos de trabalho existentes nas das empresas.

Palavras-chave


Práticas de Gestão do Conhecimento; Áreas Industriais; Diagnóstico de Conhecimento; Gestão do Conhecimento em Empresas de Petróleo

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Scholar Scholar Sumários  Livre