Juan Valdez e Starbucks: experiências sensoriais em cafeterias na Colômbia.

Paula da Cruz Landim, Gustavo Adolfo Gomez

Resumo


O presente trabalho discute o desenvolvimento das experiências sensoriais presentes em duas cafeterias de reconhecimento mundial em suas filiais situadas na Colômbia. A chegada da marca Starbucks ao país cafeeiro em 2014, criando concorrência com a tradicional marca Juan Valdez permitiu refletir sobre as perspectivas da experiência da marca identificando as estratégias sensoriais e de configuração utilizadas no planejamento dos espaços onde o produto é vendido em ambas. As duas marcas analisadas se afastam de meramente servir uma xícara de café de qualidade, para oferecer a seus cliente uma experiência de conforto e plenitude  que consegue entrar no cotidiano do indivíduo e seu estilo de vida, permitindo reafirmar sua identidade por meio do consumo.


Palavras-chave


Design; Experiências Sensoriais; Consumo.

Texto completo:

PDF/A

Referências


BARBERO, M. Dos meios às mediações: cominucação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2008.

BOATWRIGTH, P.; CAGAN, J. Built to love: creating products that captivate customers. New York: Berrett-Koehler, 2010.

BRAGHIROLLI, E. et al. Psicologia Geral. 9. ed. Porto Alegre: Editora Vozes, 1990.

DAVIDOFF, L. L. Introdução à psicologia. 3. ed. São Paulo: Pearson Makron Books, 2001.

FEATHERSTONE, M. Consumer culture and postmodernism. 2. ed. Londres: Sage, 2007.

GIDDENS, A. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

HALL, S. Da diáspora: Identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003

HAUG, A.; MÜNSTER, B. Design variables and constraints in fashion store design processes. International Journal of Retail & Distribution Management, v. 43, n. 9, p. 831 - 848, 2015. Disponivel em: :. Acesso em: 15 de dez. 2015

JORDAN, P. W. Designing pleasurable products. New York: Taylor & Francis Inc, 2002.

JUAN VALDEZ a, Nuestra Historia. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

JUAN VALDEZ b, Ya tenemos 300 tiendas en el mundo, 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2015.

LIDA, I. Ergonomia: projeto e produção. São Paulo: Edgard Blücher, 2005.

LINDSTROM, M. Segredos sensoriais por trás das coisas que compramos. Porto Alegre: Bookman, 2012.

LOPES, M. Design & consumo. Paraná: Peregrina, 2010.

MICHELLI, J. The Starbucks Experience. New York: McGraw Hill Professional, 2007. 208 p.

MORAES, D. Metaprojeto o design do design. 1. ed. São Paulo: Blucher, 2010.

MURRY, S. STARBUCKS. So, who is the siren?. Disponível em: . Acesso em: 10 fev. 2016.

PARSON, A. Atmosphere in fashion stores: do you need to change? Journal of fashion marketing and management: An international journal, v. 15, p. 428-445, 2011.

PINE II, J.; GILMORE, J. The experience economy. Work is theatre & Every Bussiness a Stage. Boston: Harvard Bussiness School Press, 1999.

PRESS, M.; COOPER , R. El diseño como experiencia. Barcelona: Gustavo Gili, 2009.

STARBUCKS, Starbucks Unveils Iconic First Store in Colombia Honoring Country’s Rich Coffee Heritage, 2014. Disponível em . Acesso em: 10 fev.2016.

VERHOEF, P. et al. Costumer Experience Creation: Determinants, Dynamics and Management Strategies. Journal of Retailing, v. 85, p. 31-41, January 2009. Disponivel em: . Acesso em 11 de jan.2016

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Tradução de Ana Thorell. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010. 248 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.