Migrações, desruralização, urbanização e violência em Santa Catarina

Juliano Giassi Goularti

Resumo


O objetivo deste trabalho é discutir as migrações no Estado de Santa Catarina no período das últimas décadas. Com base nos dados disponibilizados pelo Censo, é possível relacionar o aumento das migrações com o processo de urbanização e o surgimento da problemática urbana, como por exemplo, a violência que será apresentada através do relatório do Mapa da Violência. Pelos dados, verifica-se que as cidades que apresentam um maior grau de complexidade industrial como Joinville, Blumenau, Florianópolis, Itajaí, Chapecó e seu hinterland são as mais procuradas pelos migrantes e as que mais tiveram crescimento de sua população muito acima da média estadual. Por outro lado, as cidades com menor grau de desenvolvimento perderam população residente. Embora Santa Catarina não seja uma grande metrópole a exemplo de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Fortaleza etc... o Estado não está inerente ao chamado caos urbano.


Palavras-chave


Migrações; Urbanização; Santa Catarina.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rev. NECAT, ISSN 2317-8523, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.